Dica da Nutri: A necessidade ou não de polivitamínicos!



E ai gente, o que vocês acham? Todo mundo deve tomar polivitamínicos?

Acredito que a maioria deve responder que SIM, não é? Afinal, vitaminas e minerais são essenciais para a saúde.


Só que não é bem assim, a resposta correta é: DEPENDE! Se a pessoa conseguir manter uma dieta adequada às suas necessidades diárias, e condição de saúde, isso não será preciso.

Primeiro, se houver necessidade de tomar alguma vitamina ou mineral, precisamos saber se vamos completar um cardápio deficiente ou corrigir uma carência já instalada. Para os dois casos, a consulta a um profissional de saúde é importante.

Você tem uma alimentação equilibrada?

Se tiver, você pode não precisar de um polivitamínico. E se você seguir o que seu amigo disse que todo mundo tem que tomar um polivitamínico como uma “rede de segurança”, fique sabendo que você pode exceder o que o seu corpo precisa ou pode usar.

Mas nutri, e se exceder? Tem algum problema?

CLARO! Aquela velha história de que tudo em excesso faz mal, é a mais pura verdade. Acreditem!

Algumas vitaminas tomadas em excesso podem simplesmente ser eliminadas do corpo, mas outras, como a vitamina A e a D, acumulam-se no corpo. Por exemplo, excesso de vitamina A pode aumentar o risco de osteoporose, e excesso de vitamina D pode prejudicar os rins, veias e artérias.

Além disso, tomar um polivitamínico pode fazer com que as pessoas descuidem da alimentação. Esse tipo de suplemento não pode ser usado para compensar os danos causados por uma dieta de fast food e um estilo de vida sedentário. A fonte primária das vitaminas deve ser, sempre, a ALIME
. Compreender isto é fundamental!

Então gente, antes de pensar em comprar aquele complexo vitamínico que viu na farmácia, consulte seu médico ou nutricionista. Eles irão saber da sua real necessidade.

Fica a dica!

Lívia França é pós graduada em Nutrição, exercício e envelhecimento.
Atende em consultório com ênfase em nutrição clínica e esportiva.
**Escreve sua coluna uma vez por semana aqui no Tricô com Bossa

Nenhum comentário