Cenas do feriado...

Ache-me se for capaz! Foto by Dri

Vagabundo o guardião do Raízes. Foto by Dri

Convenção das sereias. Foto: Jefferson Lemos



As tres fotos acima são da Ellen Márcia



As duas fotos acima são de Jefferson Lemos



'Sereiando' com Sâmia, Ellen e Eliane


Tradição da Semana Santa que resiste ao tempo no interior  do Piauí

Ceia em família e não faltou nem o Sheik (embaixo da mesa). Foto by Dri


Trabalho de piauiense estará no anuário brasileiro de joias



A peça das fotos, um colar que pode ser usado em dois comprimentos, foi criada pela designer de joias Maihara Brandão (já falei do trabalho dela aqui no blog) e foi inspirada nas formas e contornos orgânicos do Delta do Parnaíba. Maihara informou ao Bossa que o colar foi concebido e apresentado na 7ª edição do curso de alta formação em joias da Escola Politécnica de Milão. Ela esteve recentemente na Itália aprimorando suas técnicas de trabalho. Outra boa novidade que nos contou, em primeira mão,  é que uma coleção sua será publicado no anuário de joias do Brasil, do grupo Gahrimpeira, representando o Piauí. O anuário e a coleção serão lançados na Mostra Black de São Paulo, um dos eventos mais conceituados de design daquele estado. Maihara ressalta que faz questão de imprimir nas suas criações as raízes da Piauí, quer seja nos desenhos das joias quer no uso de materiais encontrados por aqui, como a Opala de Pedro II. A coleção em questão estará disponível para venda após a Mostra Black.


O velho oeste inspira as botas da temporada

Ernest Borgnine, Jack Elam e Strother Martin com Raquel Welch em "Hannie Caulder"

O estilo do velho oeste, aquele dos filmes da sessão western que passava nas tardes de sábado, é uma das inspirações para indústria da moda, como a de calçados, e muitas das botas dessa temporada 2013 de outono-inverno materializam essa tendência. Uma das marcas que fez aposta no estilo é a Arezzo, com botas de cano curto, médio e longo que remetem ao tema, mas claro que tudo com toque de modernidade. É claro que nosso clima não permite o uso de uma cano longo, mas nós viajamos não é mesmo? E o bom desses calçados é que são, via de regra, de couro legítimo, o que significa vida longa. Uma das que mais amei é a botinha de cano curto, no final do post, com fecho atrás. Essa dá para usar sem susto por aqui.


Bota cano curto com referência ao velho oeste. R$ 329,00. Foto de minha autoria na loja Arezzo Riverside

Cano curto clássica. As duas da esquerda (preta e marrom) são de R$ 199,90 cada par. Essas são as minhas preferidas. Já o modelo das duas botas da direita são de R$ 219,90 cada par. A foto acima é de minha autoria. Tirei no lançamento da coleção no início do mês na loja Arezzo Teresina.

Modelo de bota cano longo em couro e com salto, segue o estilo das botas de montaria. R$ 399,90. Foto retirada do site da marca. 


PS: Em 2011 fiz um dossiê de como usar botas, botinhas e botonas. Mais informações sobre a peça é so cliclar AQUI.


O Cisne Negro e a automutilação



O ato de cortar-se é uma forma de por para fora uma dor emocional não falada

Quem já assistiu a obra cinematográfica Cisne Negro vê não só belas imagens, maquiagem perfeita, bem como pode acompanhar uma história rica em conteúdo sobre o ser humano. Em linhas gerais, o filme trata do drama vivido pela personagem interpretada pela atriz Natalie Portman, dos polos de sua personalidade frágil/forte, do mundo de competição do balé e, fala ainda, do transtorno de automutilação ou cutting (cortar/cortando).

Em momentos de angústia e ansiedade a personagem costuma se ferir, promovendo o alívio daquele momento de dor emocional. Esse transtorno, na vida real, é mais comum que se imagina, e pode ser desencadeado por distúrbios psicológicos.

Segundo os especialistas a prática estaria ligada à culpa e é comum entre os adolescentes, podendo ainda ocorrer em casos de ciúme, por exemplo, quando a pessoa se fere para atingir o outro. A depressão também é um dos casos que leva a automutilação devido à necessidade de deixar de sentir tristeza, bem como os transtornos alimentares podem estar presentes em comorbidade com o cutting.

O cutting pode ser olhado como a externação de algo não dito, o não falado. Assim, a automutilação seria um ‘grito’, ‘um pedido de socorro’, o ‘externar o silêncio’ e ainda o meio encontrado para liberar a ansiedade.

Ainda segundo os estudiosos da área, a automutilação é feita de forma consciente e não está ligada a ideação suicida. Os ferimentos são realizados geralmente em locais que não podem ser vistos por familiares e amigos. Mas por outro lado, as lesões podem ser feitas em área visíveis para chamar a atenção ou se obter os chamados ganhos secundários.

Para a psicóloga de base psicanalítica, Polliana Melo, a automutilação é um comportamento agressivo, mesmo que algumas pessoas fiquem se machucando, muitas vezes até “sem perceber” o que estavam fazendo. 

Ela diz que geralmente que tem a prática do cutting, afirma automutilar-se com a intenção de interromper uma dor emocional muito forte. É como se fosse uma troca da dor emocional pela dor física.

“Mas logo após uma crise de automutilação é comum sentirem culpa e uma sensação de fracasso ainda maior. Também existe a possibilidade de que a pessoa que mutila seu próprio corpo está tentando sentir algo. Esta pessoa tem tamanha dificuldade em entrar em contato com seus sentimentos que não percebe qualquer sensibilidade em si mesmo, e na tentativa desesperada de sentir, machuca seu corpo”, acrescenta.

 Para o tratamento deste transtorno se faz necessário acompanhamento interdisciplinar de médico psiquiatra e de um profissional de psicologia. De modo que o sujeito possa ser acolhido em sua singularidade e, a partir do encontro entre humanidades propiciado pela psicoterapia, possa elaborar seus sentimentos, emoções e atos.

Aos pais e familiares a orientação é fomentar o diálogo nas suas relações, já que a automutilação, como já falado é uma forma de gritar, de comunicar sobre a dor emocional que se sente e não se fala. Em suma,  o encontro genuíno entre as pessoas se faz pelo diálogo, onde cada um pode comunicar e se sentir aceito em sua singularidade, sobretudo aceito por si mesmo e ter a confirmação da aceitação do outro.

*O texto foi escrito originalmente por mim para o site da Cuidarte e contou com a colaboração da psicóloga Polliana Melo.

Customização de camiseta para rapazes é trend!

Essa dica é para os rapazes que aportam no Bossa.Vocês sabiam que é trend customizar camisetas com bolso colorido/estampado, atualmente? Muitas marcas, incluindo as brazucas, já têm versões de camisetas com esse diferencial. Mas o rapaz esperto pode mandar customizar a sua boa e velha camiseta branca (aquela que tem em casa) com um boslo em tecido de seu agrado. É outra camiseta, não é? Gostei da dica!
fotos  são do blog Moda para Homens


Essa foi minha preferida. Nem precisa dizer o porquê, né? dica: gatos, gatos, gatos!

O estilo básico-romântico da tenente Érica

Outro guarda roupa que me inspira nas novelas, além do da delegada Helô, é o da personagem Érica, vivido pela atriz Flávia Alessandra em Salve Jorge. Acho prático, usável na vida real e bem básico, como eu gosto, e para falar a verdade tenho algumas peças bem parecidas, sobretudo as camisas. Seguem alguns looks para inspirar. Todas as fotos são do blog Moda de Novela.
 Esse short com os bolsos aparecendo tenho um parecido da Hering

 O vestido de linha/renda é bem a cara do Nodeste, ótimo para nossos dias quentes!
 Essa camisa também tenho uma bem parecida branca, mas não lembro onde comprei! é do tipo lavou está nova.
Outra camisa que faz parte do meu guardar-roupa é uma neste estilo aí de cima: floridinha e com mangas 3/4. A minha ganhei da mamis.Ela mandou fazer em uma costureira. Acho as camisas práticas e bacanas para trabalhar, combinando com calça jeans ou um calça de alfaiataria.

Almoço de domingo, uma inspiração para Páscoa

Bacalhau ao meu modo, esse foi meu almoço de hoje. E aqui vai a receita deste creme com alho poró+creme de leite fresco+ toque de dendê.

Para fazer o creme usei uma posta de bacalhau dessalgada e aferventada até começar a soltar lascas do peixe, alho poró picado, alho, tomate e pimentão picados, leite, uma colher de sopa de farinha de trigo, azeite de oliva, um fio de azeite de dendê, sal, corante de urucum, creme de leite fresco.
Desfiei o bacalhau, levei para reforgar os alhos, acrescentei o bacalhau, tomate e pimentão, acrescentei leite, o fio de óleo de dendê, corrigi o sal e a cor pondo corrante. Depois dissolvi o trigo em um pouco de água e incorporei ao preparo. Deixei cozinhar e engrossar e para finalizar coloquei um colher de sopa de creme de leite fresco. Comi com arroz integral! ah, era pra eu ter colocado azeitona picada, mas eu esqueci..rsss

Inspiração bang-bang!

Por aqui não é novidade que adoro a moda inspirada no velho oeste, suas franjas, o jeans, os tons terrosos. Essa bolsa é Zara (a gringa), se fosse marrom seria mais linda ainda, mas o azul é uma cor que me fascina também. Uma bela inspiração. Aqui nas terras brazucas faz tempo que procuro uma bolsa assim, mas nada de encontrar, muito menos ao preço lá de fora, cerca de R$ 76. Ula-lá!

fotos: blog personal style


Moda em listras P&B

As listras pretas e brancas estão com tudo. A moda do momento é ter uma calça no padrão. Eu não lanço moda, sou trend, sabe!? mas só sigo o que me agrada e se adapta ao meu estilo básico. Até que acho bonito listras e tenho uma camisa na padronagem nas cores branca e azul, mas não sei se usaria uma calça nesse padrão da moda. E vocês o que acham? 
vamos nos inspirar com as imagens!




Foto: Zara





Fotos: Mango





Estilo Helô - inspiração para o guarda-roupa

O estilo da delegada Helô, vivido em Salve Jorge por Giovana Antonelli, conquistou muitas mulheres, inclusive a mim..hehehe...pantalonas, camisas de seda, macacão, kaftan (esse é meu xodó, acho que a mulher fica com cara de rica, sabe? hahahaha), braceletes da 'mulher maravilha', bolsas e sapatos lindos, cinto duplo, etc, etc, etc...neste post um mix do estilo da delega!
E olha que bacana, a atriz parece ter incorporado o closet da personagem ao seu. veja a primeira foto abaixo dela em entrevista ao programa da Ana Maria Braga ontem, 21. Parece ou não parecer que a entrevistada foi a delegada e não a Giovana?

e agora a personagem







As fotos são todas do blog Moda de Novela

Comida saudável + mudança de hábitos

Gente, estou tentando melhorar a alimentação por uma questão de saúde, pois preciso perder peso, diminuir a ingestão de gordura e de sal e para isso tenho comido mais frutas, verduras e me esforçado por pratos mais saudáveis, mas confesso que as vezes enfio o pé na jaca. Mas vamos pra frente! Então nessa de melhorar a alimentação eu cortei temperos prontos e diminui a um nível (quase insuportável..rss queijo e os embutidos) e comecei a introduzir na cozinha da casinha de boneca produtos integrais, como arroz. Comprei para experimentar o Ráris 7 grãos e cenoura e  na hora de preparar refoguei o arroz no alho. Deu para comer, mas não é essa maravilha toda, sabe! Tenho a esperança de habituar meu paladar, pois sei que esse carboidrato tem baixo teor glicemico, além de ser rico em fibra, o que promove mais saciedade. Agora uma coisa não posso reclamar rendeeeeeeeeeeeeeee pra caramba. Apenas uma xícara de chá do produto encheu minha panelinha! Além do sabor e da aparência, que não é lá essas coisas, outro senão é o tempo de preparo. Um reles arroz leva 30 ou mais minutos pra ficar pronto.Como sou persistente e tenho fé que vou gostar um dia de arroz integral, pesquisei uma receita de risoto com um produto similar da mesma marca e replico aqui. A receita é da própria Ráris mas peguei do blog Na Biroskinha e vou substituir algumas coisas, como o caldo de legumes por apenas sal light, lavar bem o cogumelo para tirar o sal e acrescentar, quem sabe, um couve flor. Ah, nada de queijo também, basta a manteiga; ou um ou outro!
Outra receita da marca e essa com essa versão do produto, e que gostei, é o Risoto com Limão Siciliano.





Ingredientes:

- 1 xícara (chá) de Ráris 7 Cereais Integrais
- 3 1/2 xícaras (chá) de água
- 1 tablete de caldo de legumes
- 200g de cogumelos em conserva
- 50g de queijo parmesão ralado
- 75g de manteiga com sal
- sal e pimenta do reino a gosto

Modo de Preparo:

Ferva a água com o tablete de caldo de legumes. Acrescente o arroz e deixe cozinhar por 25 minutos. Verifique se ainda há um pouco de água na panela. Caso a água tenha secado acrescente 1/4 ou 1/2 xícara (chá). Junte a manteiga, misture e deixe derreter. Em seguida coloque o queijo ralado e misture delicadamente. Quando o ponto dos cereais estiver "al dente", acrescente os cogumelos. Verifique o sabor e acrescente sal e pimenta a gosto.

Make B. no SPFW em parceria com Dudu Bertholini

Foto:divulgação
Gente, a novidade do dia pra mim no SPFW, nesta quinta-feira, foi o lançamento em edição limitada do kit Make B. by Dudu Bertoli. O item de maquiagem foi desenvolvido em parceria com o estilista, e é formado por um quarteto de sombras com cores alegres e um batom e vem em uma caixa com ilustração do próprio Bertoli. O batom e as sombras foram desenvolvidos pelo make up artist , Fernando Torquatto. Sua inspiração foram as cores vibrantes que viraram marca do estilista Dudu Bertholini. Segundo O Boticário, o kit estreiou no desfile da marca Neon e deve estar nas lojas da franquia ainda esta semana. O valor é de R$ 99.

Calça Chino, você conhece?

E no pequeno dossiê sobre calças masculinas ficou faltando o modelo Chino, que descobri fazendo pesquisas. Segundo o que encontrei, ela é feita geralmente com tecido 100% algodão, sem pregas e de corte levemente afunilado. Pelo tecido usado, é ideal para climas quentes como o de Teresina e a peça pode ser usada de forma mais moderninha com a barra dobrada ou mais tradicional com blazer, por exemplo.
Nas minhas andanças pela Internet fiquei sabendo que o modelo vende na Zara. Aqui não existe a loja, mas em várias capitais, incluindo algumas do Nordeste, há loja da rede. 


Pele lisinha + depilação em casa

Olá, gente!
Se tem uma coisa que não dá pra descansar, essa é a depilação, não é meninas e meninos? Eu sou bem chata em relação a esse item. Não abro mão de andar lisinha dos pés a cabeça. Mas não tem bolso que aguente fazer tudo fora de casa, então para quem quer andar em dia, o negócio é aprender a manipular  os produtos para o serviçinho em algumas áreas do corpo. Faço as pernas e o contorno com cera, bem como a sobrancelha e uma em cada lugar, mas as pernas eu mesmo depilo, e para isso, compro aquela cera que já vem pronta. Nem sempre acerto no produto, pois das últimas vezes que comprei da marca Veet os produtos estavam secos e não removiam o pelo; foi jogar dinheiro no ralo, uma frustação. Mas resolvi experimentar o produto de outra marca, da Depi roll.Comprei a embalagem de cera com algas e que vem oito pares de folhas depilatórias, o resultado foi ótimo. Só com dois pares deu pra depilar as duas pernas e a cera estava tinindo de boa. O bom de tudo é que dá pra você usar por várias depilações a preço de uma praticamente; se você vai fazer em salão o trabalho custa cerca de R$25. A embalagem da foto foi R$18 e vem com um sachê de óleo removedor de cera. Aprovei essa versão da Depi Roll.

PS:. esse post não é um publi editorial. É resultado do meu uso dos produtos como consumidora. E ao entrar no site da empresa vi que existe produto depilatório  específico para os homens. Então os que querem ficar limpinhos(risos) e com a pela lisinha aí esta a oportunidade! Os produtos da linha masculina são  nas versões cera e creme depilatório.

Produtinhos do dia-a-dia

Hoje vim mostrar alguns dos produtinhos que uso no dia-a-dia, já que estou sem tempo de um post mais elaborado, e não quero deixar de tricotar com vocês que vêm aqui me ler. Entre os meus preferidos estão os sabonetes líquidos, que uso na pia para lavar as mãos e também no banho, esse da Phebo é uma delícia, o Flor de Iris. O sabonete em barra do box no momento é o de pitanga da linha Ekos, da Natura (foi presente, mas observei que não está na foto que postei...rs), os hidratantes de mão, pés e corpo são de O Boticário, linha Cuide-se Bem na versão para viagem - morango e leite; o desodorante é masculino o SR N, também da Natura, e uso há séculos. Lá atrás é um spray de brilho da Charming para cabelos, uso quando faço escova (tem um cheirinhos ótimo) e o óleo monoi e argan é da linha Nativa SPA, também de O Boticário. Adoro ele, pois é mão na roda nos fios rebeldes. ah, e a bisnaga pink é de pedra pomes em pasta para aquela limpeza mais caprichada nos pés. Ficam bem macios!


Calça Skinny, colada e Saruel no guarda-roupa masculino. Socorro ou ok!?

Tricoteiros e tricoteiras, essa é especialmente para os cuecas de plantão..hehehehe. Mas antes de falar o que está na moda em termos de calças para o público masculino, ressalto que não sou profissional da área, entretanto tenho gosto e senso crítico e leio sobre o tema. Além disso, nós mulheres temos homens em nossas vidas: amigos, namorados, maridos, tico-tico no fubá, irmãos, pai....e não somos cegas, né? Escolhi esse tema para falar, depois de ouvir minha irmã e minha cunhada, que têm filhos pré-adolescentes e adolecente, reclamar da dificuldade  de escolher calça para comprar para eles, devido aos modelos disponíveis no mercado terem mudado a "fôrma". Agora a calça não é mais reta, são apertadas nas pernas e/ou um pouco frouxa no fundo (cavalo). "São umas calças fashion demais, não são pra homem" (risos). Foi bem assim que me relataram! Daí eu fui pensar que já vi vários homens mais modernex, ou não, usando as ditas calças, incluindo cantores sertanejos e dublês de cantor e dançarino funk (que calça apertada é aquela, meu Deus!?). Só sei uma coisa, que entre nós mulheres elas têm um apelido: Calças OP (não posso dizer o significado aqui, mas deduza e abafa). Existem as apertadas de cima abaixo e as apertadas so nas pernas. Estas são o modelo Skinny.
Mas vamos deixar de prosa e mostrar fotografias das peças.

Calça reta - um clássico e que eu aprovo. Essas da foto são da marca Ogochi

Calça Skinny da CeA - na boa, acho de gosto duvidoso, mas se você segura a produção, vá em frente



Calça color Riachuelo - até que gosto do estilo color, mas uma peça só 'puramoradeus'! É bem jovem

Calça Saruel CeA - É polêmica até para as mulheres, mas dá pra usar em um show de reggae, vai. Conforto é a palavra que define esse modelo. Eu tenho short e calça no estilo e me sinto livre nas peças.


E por último a calça colada que falei no início e que gerou o post. Essa eu passo, viu homens!? e vocês meninas e meninos, o que acham de cada modelo?
Imagem da internet